Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Suicídio, uma prática cada vez mais comum e que pode ser evitada.

September 18, 2017

Estamos no mês de Setembro e, desde 2014, ocorre a campanha do Setembro Amarelo com a idéia de conscientizar sobre a prevenção do Suicídio e alertar sobre a realidade dessa prática no Brasil e no mundo. 

Segundo o relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo e, para cada vítima, cerca de dez a 20 tentativas foram feitas. 

O Brasil é o oitavo país no mundo em número de suicídios. Entre 2000 e 2012 houve um aumento de 10,4% na quantidade de mortes, sendo mais de 30% em jovens. E se estima que, até 2020, haverá um incremento de até 50% no número anual de mortes por suicídios. Ou seja, no Brasil contamos com aproximadamente 32 mortes por suicídio por dia. 

Na faixa etária de 15 a 29 anos, a taxa de suicídio tem se mantido sempre um pouco acima da verificada na população brasileira como um todo. O problema é normalmente associado a fatores como depressão, abuso de drogas e álcool, violência sexual e doméstica, abusos e bullying. A falta de informação e de discussão em casa e nas escolas é um dos fatores que dificultam a prevenção de novos casos.

O Bullyng é apontado como uma das principais causas de depressão e suicídio entre os jovens.Ou seja, pessoas que não se encaixam em padrões, seja por raça, orientação de gênero ou peso, por exemplo, são hostilizadas e acabam entrando em sofrimento psíquico. A família deve ficar muito atenta à qualquer mudança no comportamento dos filhos, tentar manter um diálogo aberto e buscar ajuda de profissionais especializados quando necessário. 

Neste ano, o tema do suicídio entrou em pauta depois do lançamento da série internacional "13 reasons why" da Netflix, que  retrata os motivos pelos quais uma jovem em idade escolar, decide tirar a própria vida. As críticas forma muitas em relação ao seriado, e constatou-se num aumento das taxas de suicídio entre os jovens no mundo todo. Uma obra de ficção pode sim influenciar as pessoas a cometerem suicídio , que é chamado "Efeito Werther". O nome vem do protagonista do livro Os Sofrimentos do Jovem Werther, de Goethe, publicado em 1774, sobre um rapaz que se mata após um fracasso amoroso e cujo exemplo teria provocado outros suicídios de jovens na época de seu lançamento. Talvez por receio de que voltasse a ocorrer o "Efeito Werther", por muito tempo o suicídio foi silenciado, o que não ajudou em seu combate. 

Porém a série trouxe também alguns fatores positivos, sendo os principais, a dissociação do suicídio a transtornos psíquicos, e o fato de terem aumentado em 15% os pedidos de ajuda do CVV (Centro de Valorização da Vida). 

A série mostra também a forma como os psicólogos não devem agir, nosso papel é o de sempre realizar uma escuta cuidadosa e acolhedora baseadas nas técnicas que tanto estudamos. 

O suicídio é uma realidade e pode acometer indivíduos de todas as classes sociais, diferentes raças e culturas  e idades. Nós psicólogos estamos preparados e prontos para ajudar, sem julgamento e considerando qualquer tipo de manifestação ou declaração de indivíduos que desejam a morte, à sério.   

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

011 - 9.8291-7226

anaflavialabbate@gmail.com

Rua Cubatão, 929, cj 71

Vila Mariana, São Paulo - SP

Rua Alves Guimaraes 192

Pinheiros, São Paulo - SP